quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Dia 08 de Dezembro vai ser mágico

O meu mais que tudo, o meu lindo, mais lindo, o João trouxe-me 2 rectangulos para ver os 20 anos deste disquito, que juntamente com "Psicopátria" dos GNR, "Baile no Bosque" dos Trovante, do "Por este Rio Acima" do Fausto e "Ar de Rock" do Rui Veloso, foram os discos fundamentais da música portuguesa dos anos 80.




Claro que tive de lhe arranjar 2 bilhetinhos para o concerto de amanhã do Jorge Palma.

Mas os Xutos são mesmo emblemáticos, e convenhamos esta letra arrepia

A vida vai torta
Jamais se endireita
O azar persegue
Esconde-se á espreita

Nunca dei um passo
Que fosse correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto
Quero-te tanto

De modo que a vida
É um circo de feras
E os entretantos
São as minhas esperas

E enquanto esperava
No fundo da rua
Pensava em ti
E em que sorte era a tua
Quero-te tanto
Quero-te tanto

E quem ainda compara o Zé Pedro com o Keith Richards... F... you!

1 comentário:

FG disse...

Cheira-me que és fã dos Xutos ;)