quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

CINEMA DE OSCAR

Houve uns anos em que estava em cima do acontecimento de tudo o que era candidatos aos Oscares e fazia questão de ir ver todos os filmes nomeados antes da cerimónia que via religiosamente do inicio até ao fim.
Confesso que desde que o Scorcese perdeu os Oscares com um filme sublime chamada "Os gangues de Nova York" que os Oscares deixaram de ter qualquer importancia. Há alguns vencedores que nem sequer vi em DVD quanto mais numa sala.

Mais uma vez um filme que estreou na semana passada foi afastado da lista dos Oscares por razões puramente politicas. Falo do fabuloso J. Edgar realizado pelo genial Clint Eastwood (que se tornou um bem mais incómodo realizador do que alguma vez foi como escritor) e o meu actor favorito Leonardo DiCaprio.
A maneira como mexe com a genese da America entre os anos 30 e 70 deixou o poder americano num estado de nervos e a pressão sobre a Academis foi tanta que o filme, o seu realizador e o seu protagonista foram eliminados dos candidatos.
Mas mais uma vez DiCaprio mostra que é capaz de qualquer registo e aqui fica o trailer

5 comentários:

Ikki disse...

O filme está muito bem dirigido e é muito consistente. A interpretação do Leo é magistral e digna de Oscar, mas pronto...a Academia já nos vai habituando!

Luís V disse...

http://dezanove.pt/299988.html

Speedy the Turtle disse...

reconheço que tem grandes interpretações na sua carreira, mas o Leonardo continua a provocar-me alguma alergia...

pinguim disse...

Sim, a Academia continua a ser muito conservadora, principalmente se isso mexe com pessoas que os americanos se habituaram a admirar (neste caso, não sei porquê...)

um coelho disse...

Por acaso não gostei nada dos "Gangues de Nova York", mas no Inception o Leonardo redimiu-se. Quanto ao J. Edgar, ainda está na fila...