sábado, 26 de dezembro de 2009

UM FILHO QUE CHEGOU JÁ COM 17 ANOS

O Ricardo vive connosco desde ontem à noite. Não quis meter-se já em casa do Pedro e dos pais dele. O Lindo convidou-o logo a ficar. É uma tristeza quando os pais não aceitam os filhos como eles são.

Hoje de manhã quando nos levantámos, já ele tinha feito o pequeno almoço para todos e depois disse ao Lindo que quando ele estivesse fora eu já não ficava sozinha.

3 comentários:

Barbara disse...

Dou-te os parabéns a ti e ao teu companheiro pela vossa atitude. Pessoas como vocês fazem falta na nossa sociedade, que é tão mesquinha. É realmente muito triste os pais não aceitarem os próprios filhos, mas enquanto houver pessoas como vocês dispostas a ajudar, a vida torna-se muito mais fácil e carinhosa. Mais uma vez, os meus parabéns ;)

pinguim disse...

Ele teve sorte, apesar de tudo em vos ter conhecido...

Catarina disse...

Se o rapaz vir isto, boa sorte. E Fernanda, um filho com 17 anos não é mais fácil, isto vindo de quem ainda se lembra dos seus 17 e dos trabalhos que deu. Lol.
Sobretudo aproveitem o tempo, que esperemos que seja pouco, sinal do juízo ou da luz que entretanto aparecerá (de certeza).
Beijos e boas entradas.
P.S. Fernanda, mais uma vez, há dois meses pensaste que seria assim? ;)