terça-feira, 26 de janeiro de 2010

DEPOIS DO JOGO DAS ESTRELAS


Lembrei-me do que senti neste dia (o dia em que o Maestro largou a batuta)

Ontem voltar a vê-lo jogar com a camisola 10 e de braçadeira de capitão.... Que saudades!
Como senti saudades de ver jogar o Zidane. Que jogador! A maneira como trata a bola...Sublime. Pena que as pessoas tenham ficado com a ideia da cabeçada como final de carreira. O Zidane era muito mais do que isso, era o Galático na verdadeira acepção da palavra.

Mas voltando ao Rui Costa. Obrigada, Maestro por teres voltado e teres acabado a carreira em casa, entre nós.

1 comentário:

pinguim disse...

Tens toda a razão de dar destaque ao Maestro neste belo jogo.
Foi pena não ter jogado outro que espero ver também acabar a sua carreira na Catedral: o Simão.